Preso foi às compras ao Beloura Shopping

O recluso aproveitou a falta de vigilância e foi às compras no centro comercial perto da prisão de Sintra.

Um preso a cumprir pena no Estabelecimento Prisional de Sintra decidiu ir às compras no vizinho Beloura Shopping. O caso caricato foi contado ontem à porta da prisão centenária (fez 100 anos no dia 17) de Sintra pelos guardas prisionais afetos ao Sindicato Nacional, em protesto pela falta de condições de segurança e de efetivos nesta cadeia.

O recluso foi encontrado às compras no Beloura Shopping por um guarda prisional da cadeia de Sintra. O prisioneiro acabou por voltar à prisão. Trata-se de um recluso com bom comportamento, em geral, que se encontra até no regime aberto virado para o interior (RAVI). Apesar deste regime prever que os presos circulem livremente no espaço a que estão confinados e que tenham atividades ao ar livre, não inclui a possibilidade de algum deles sair para fazer umas comprinhas. Isso é estritamente proibido.

O recluso encontrado no Beloura Shoppping é um dos quatro presos que dormem em instalações da Quinta do Covil, junto à cadeia, sendo apenas controlados pelos guardas de manhã e à noite, para entrega e recolha dos pratos das refeições. "Há uma grande falta de guardas na prisão de Sintra e por isso já vários efetivos foram agredidos e agarrados pelo pescoço por presos", contou ao DN Jorge Alves, presidente do Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional.

Leia mais no e-paper ou na edição impressa do DN

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG