Presidente do INE diz que não vai aplicar multas

O INE não vai aplicar qualquer coima aos cidadãos que não respondam aos questionários relativos ao Censos 2011, preferindo "apostar" na "consciência e dever cívico" da população, disse à Lusa a presidente do organismo, Alda Carvalho.

A responsável lembrou que a lei do sistema estatístico nacional e a própria lei dos censos estabelecem que a resposta ao Instituto Nacional de Estatística (INE) é "obrigatória" para a produção de estatísticas nacionais, prevendo coimas e multas para quem não responder.

No entanto, a presidente do INE afirma que o organismo "nos inquéritos às famílias e às pessoas nunca aplicou coimas, nem vai aplicar". Alda Carvalho afirma que "não interessa minimamente ao INE as receitas das coimas. O INE precisa é da informação e prefere contar com a colaboração da população na resposta aos seus inquéritos".

Questionada sobre porque é que não admite a aplicação das coimas previstas, Alda Carvalho sublinhou que "a decisão" é do INE e que esta "sempre foi e vai continuar a ser" a postura da entidade oficial de estatísticas.

"Consideramos que no caso das famílias é preferível apostar na consciência e no dever cívico das pessoas porque a lei diz que as pessoas devem fornecer a informação necessária ao INE para a produção de estatísticas oficiais", garantiu, manifestando confiança "na colaboração" da população.

Exclusivos