Presidente do CES prefere "solução ao centro"

Luís Filipe Pereira alerta ainda Cavaco do risco de esvaziamento da concertação social

O presidente do Conselho Económico e Social (CES) defendeu esta sexta-feira, após audiência com o Presidente da República, que "o país precisa de uma solução ao centro", isto é, que inclua os partidos (PS, PSD e CDS) que sejam favoráveis à pertença de Portugal à União Europeia, ao euro e aos compromissos assumidos com as instituições comunitárias.

Luís Filipe Pereira, sucessor de Silva Peneda no órgão constitucional de consulta e concertação social que engloba as confederações patronais e as centrais sindicais, deixou ainda um alerta a Cavaco Silva a propósito da atual relação de forças na Assembleia da República.

"Há um risco. A concertação social é um espaço de negociação e isso implica discussão. Se na concertação há uma discussão em que uma das partes coloca uma matéria, mas que já se sabe que se nada for acordado ali outra instituição vai dar seguimento a isso, estamos a esvaziar a concertação social", rematou o antigo ministro da Saúde.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG