Populares ocupam CTT de Alcoentre durante oito horas

Dezenas de populares que ocuparam os Correios da freguesia de Alcoentre, Azambuja, em protesto contra o encerramento anunciado pelos CTT, e a passagem dos serviços para uma papelaria, abandonaram o local pelas 02:00, disse um dirigente sindical à Lusa.

Os populares entraram nos Correios de Alcoentre pelas 18.00 de quinta-feira, hora em que a estação devia fechar, tendo permanecido no local durante cerca de oito horas.

"A GNR deu ordem de saída, mas antes recebemos um email da administração dos CTT a convocar a junta de freguesia e a câmara municipal para uma reunião no dia 01 de abril ao meio-dia", afirmou o dirigente do Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT), Vitor Narciso.

O dirigente sindical adiantou que "78 populares abandonaram as instalações dos CTT de forma pacífica" por volta das 02:00 e que a estação foi de seguida encerrada pelas GNR.

"Já está tudo às escuras", disse.

Vítor Narciso disse ainda que os CTT vão agora "ter de dar explicações e esgrimir argumentos" na reunião.

"Foi aquilo que conseguimos. A visibilidade que foi dada a esta ação da população vai servir para outras populações poderem também protestar contra o encerramento das cerca de 200 estações que os CTT têm intenção de encerrar", acrescentou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG