Polícias querem saber sobre congelamento das carreiras

A Federação Nacional dos Sindicatos da Polícia (FENPOL) vai pedir hoje ao ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, esclarecimentos sobre o congelamento das progressões nas carreiras e entregar um plano para reduzir custos na PSP.

A reunião insere-se no âmbito dos encontros que o ministro da Administração Interna (MAI) está a ter com as várias estruturas sindicais da PSP e que tiveram início na semana passada.

O presidente da FENPOL, Pedro Magrinho, disse à agência Lusa que o encontro já estava agendado antes do anúncio do Governo do congelamento das progressões nas carreiras nos ministérios da Administração Interna e da Defesa.

Pedro Magrinho adiantou que o assunto em destaque é o congelamento das progressões nas carreiras, pretendendo a federação obter esclarecimentos.

Caso os resultados da reunião não agradem aos polícias, a FENPOL, juntamente com as restantes estruturas sindicais e associação da PSP, GNR e Forças Armadas, ponderam realizar acções de protestos. No entanto, Pedro Magrinho manifestou-se optimista com o encontro de hoje.

A reunião com Miguel Macedo servirá também para a FENPOL apresentar um plano de redução de custos na PSP.

Acabar com as graduações e recrutamentos excepcionais na Polícia, o fim da banda e da fanfarra da PSP, além da integração do Instituto de Ciências Policiais e Segurança Interna na Escola Prática de Polícia, formando apenas uma única escola, são algumas das medidas para reduzir despesa, avançou Pedro Magrinho.

A FENPOL é composta pelo Sindicato Unificado da Polícia, Associação Sindical de Oficiais de Polícia e Sindicato Nacional da Polícia.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG