Polícia Judiciária deteve suspeito em Vila Nova de Foz Côa

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção, em Vila Nova de Foz Côa, de um homem de 66 anos, agricultor, residente naquele concelho, por crimes de incêndio florestal e detenção de arma proibida.

Segundo o Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda, o homem, detido com a colaboração da GNR de Vila Nova de Foz Côa, é o presumível autor do crime de incêndio florestal, ocorrido no dia 23 de agosto na freguesia de Freixo de Numão, naquele concelho do norte do distrito da Guarda.

A fonte adianta que o detido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação tidas por adequadas.

Ao suspeito foram ainda apreendidas várias munições para utilização em arma de fogo, refere a PJ no mesmo comunicado enviado à agência Lusa.

A PJ anuncia que, no corrente ano, procedeu já à identificação e detenção de 42 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG