PGR não quer advogados "delatores"

A titular da investigação criminal enviou um questionário a 28 mil advogados para responderem até 9 de dezembro às 18 questões relativas a violação de segredo de justiça.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) enviou uma nota ao DN onde esclarece que o questionário entregue aos advogados na semana passada, relativo a casos de violação de segredo de justiça não pretende promover a "delação" relativa a casos de fugas de informação em casos concretos ou relativos a magistrados em concreto. Porém, no documento é perguntado se sabem de casos de violação do segredo de justiça e se podem revelar os autores dessa violação.

"Inexiste qualquer propósito de delação de situações concreta, mas sim, unicamente o de obter, em termos genéricos e abstractos, dados sobre aquela realidade, designadamente quanto aos momentos e trâmites críticos que potenciam a violação do segredo de justiça, como resulta da leitura atenta das questões formuladas", esclarece a PGR , em comunicado.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG