Pedido de ajuda da Alfredo da Costa é "sem razão" ser

A ministra da Saúde criticou hoje o pedido de ajuda feito pela administração da Maternidade Alfredo da Costa (MAC), que considerou "um pouco extemporâneo" e "sem razão", garantindo que "não há ruptura" no funcionamento daquela instituição.

"À margem da cerimónia de inauguração do espaço Check Point Lx, em Lisboa, Ana Jorge considerou que "não há nenhuma razão" para o pedido de donativos aos utentes e familiares que a MAC está a fazer para ajudar nas despesas, perante restrições orçamentais. "Este pedido foi um pouco extemporâneo, não há nenhuma razão porque não há nenhuma ruptura no funcionamento da MAC", defendeu Ana Jorge.

Ana Jorge disse aos jornalistas que soube da campanha através da comunicação social, apesar de ter estado reunida recentemente com a administração da Alfredo da Costa: "Há oito dias estivemos numa reunião onde foi acertada uma forma de aliviar algumas dificuldades financeiras que a MAC tem".

"Eu entendo um pedido desta natureza, não para o funcionamento, mas sim para algumas áreas das instituições. A forma como isto foi feito foi um pouco extemporâneo, porque alarmou e criou um problema onde ele não existe", disse. Ana Jorge sublinhou que a MAC é uma "maternidade de excelência" e que "a qualidade do serviço prestado não está em causa".

Exclusivos