Passos promete "exitgência e rigor" para as empresas municipais

O primeiro-ministro afirmou hoje perante cerca de 600 autarcas que a reforma administrativa que o Governo vai empreender, implica também "uma grande exigência e rigor" na avaliação do desempenho das empresas municipais.

"O país dificilmente compreenderia que o esforço que estamos a pedir não fosse exemplarmente cumprido pelas administrações públicas aos seus mais diversos níveis", afirmou Pedro Passos Coelho na sessão de encerramento do XIX Congresso da Associação Nacional de Municípios Portugueses.

O primeiro-ministro disse que da mesma maneira que se deve "atalhar o 'Estado paralelo'", se deve preservar "o mesmo princípio quer para a administração regional quer para a administração local".

Uma tarefa que segundo o primeiro-ministro "implica também uma grande exigência e rigor na avaliação de desempenho das empresas municipais com vista à sua manutenção, alteração ou extinção."

Passos Coelho adiantou ainda que está praticamente concluído o levantamento do setor empresarial municipal, que resulta de uma análise da avaliação da sua utilidade pública e da "racionalização sustentada da despesa".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG