Passos exige fim dos bónus dos gestores numa semana

O candidato à liderança do PSD, Pedro Passos Coelho desafiou, hoje, o Governo em Esposende, a acabar, no prazo de uma semana, com os bónus aos administradores das empresas públicas.

Em declarações à Lusa à margem de uma acção de campanha, Passos Coelho disse que o Governo tem de dar instruções aos seus representantes nas empresas com capitais públicos no sentido de "acabar com os bónus escandalosos que os portugueses não compreendem nem aceitam".

"No caso das empresas públicas ou com capitais públicos cujas assembleias gerais já aprovaram a atribuição de prémios ou bónus aos gestores, o Governo deve dar instruções no sentido de serem anulados", afirmou.

Passos Coelho avisa que, se o Governo não der a instrução, irá pedir, se for eleito líder do PSD, ao grupo parlamentar do partido a convocação urgente de uma reunião da Assembleia da República para debater e votar o tema.

"É chocante que, numa época de crise económica e de crescimento do desemprego e quando o Governo e o primeiro ministro pedem mais sacrifícios aos portugueses, haja gestores públicos a receber prémios de montantes tão elevados", afirmou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG