Passos Coelho diz que dá "o devido desconto" às manifestações da CGTP

"Como este Governo só está por vontade do PCP, do Bloco de Esquerda e do PS, leio essas declarações com o devido desconto", disse o líder do PSD

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, afirmou hoje que dá "o devido desconto" às manifestações hoje promovidas pela CGTP e às declarações proferidas pelos líderes do PCP e do Bloco de Esquerda.

Passos Coelho sublinhou que aqueles partidos continuam mais preocupados em criticar o Governo anterior do que o atual e não têm faltado com o seu apoio ao executivo liderado por António Costa.

"Como este Governo só está por vontade do PCP, do Bloco de Esquerda e do PS, leio essas declarações com o devido desconto. Anoto, ouço, mas dou-lhes o devido desconto", disse o líder do PSD, em Ponte da Barca, no final de uma visita à Santa Casa da Misericórdia local.

Passos Coelho adiantou que, "até ver", não parece que haja falta de apoio do PCP e BE ao Governo.

"O facto de estarmos a uns meses das Autárquicas e os partidos quererem mostrar as suas distâncias em relação ao Governo não me faz esquecer que este Governo só existe porque tem o apoio desses partidos e o essencial das escolhas que têm sido realizadas são a pedido até dos partidos que estão em maioria no parlamento a apoiar o Governo", acrescentou.

Para Passos Coelho, PCP e BE continuam a falar "mais contra" o PSD e o anterior Governo, do que contra o atual executivo.

"Pode ser que seja o meu serviço de media que selecione mal as mensagens, mas eu continuo a ouvi-los mais preocupados em criticar a posição do PSD do que o Governo", ironizou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG