Passos: aumento das tarifas era exigência da troika

O primeiro-ministro afirmou hoje em Bruxelas que o aumento das tarifas dos transportes públicos foi uma exigência colocada no memorando de entendimento pela troika, que até tinha expectativas de um aumento maior.

Passos Coelho, que falava no final de uma cimeira extraordinária da Zona Euro, comentava o anúncio hoje feito pelo Ministério da Economia de que o Governo vai comunicar às empresas de transportes públicos um aumento médio de 15 por cento nos preços dos bilhetes e passes sociais.

"A questão que envolve o valor do aumento (15 por cento) está muito relacionado com a própria expectativa que na altura a troika formulou ao anterior Governo. Devo dizer que havia, em média, a expetativa de que esses aumentos pudessem andar em torno de pelo menos 20 por cento", adiantou.

O primeiro-ministro disse que o Governo optou "por fazer agora um aumento médio de 15 por cento" e acomodar, dentro do prazo que era dado pelo próprio memorando de entendimento, "para uma fase ulterior, a correcção que ainda será necessário fazer, de modo a que os prejuízos operacionais possam vir a ser corrigidos, não apenas com o aumento das tarifas, mas também com a reestruturação das empresas".

Passos Coelho explicou ainda que, sendo este aumento uma exigência do memorando, "o Governo português tinha a obrigação de, até ao final deste mês, definir esse aumento das tarifas, de modo a que ele pudesse ser praticado a partir de 1 de Agosto", o que, por motivos operacionais, exigia uma comunicação às empresas de transportes com esta margem temporal.

Por fim, garantiu que "haverá o cuidado de reparar a situação de todos aqueles que têm rendimentos muito baixos e que não poderiam acomodar aumentos tão elevados".

Remetendo mais explicações para o ministro da Economia, "em devido tempo", apontou que "essa resposta", que classificou como "exceção para garantir a coesão social", será "encontrada dentro de um plano de emergência social" que está a ser ultimado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG