Otelo "é uma pessoa que se enleva com ele próprio"

Otelo Saraiva de Carvalho "é uma pessoa que se enleva com ele próprio", disse a procuradora do Ministério Público Cândida Almeida, comentando declarações do célebre capitão de Abril.

Em outubro, Otelo disse à Agência Lusa achar que o Governo está a violar a Constituição, de que as Forças Armadas são "guardiãs", e avisou que uma revolução "está latente" e não deverá ser pacífica como o 25 de abril.

Esta segunda-feira, Cândida Almeida foi a conferencista convidada dos Clube dos Pensadores, cujo fundador, Joaquim Jorge, lhe pediu um comentário sobre essas declarações, depois de lembrar que a procuradora "mandou prender" Otelo, nos anos 80 do século passado, no âmbito do caso das FP-25 de Abril.

"Quando estávamos na fase do julgamento, tínhamos um anseio, que era que nenhum arguido falasse porque eles podiam mentir, mas havia um que gostava sempre que falasse: era Otelo Saraiva de Carvalho. Passados cinco minutos estava denunciar toda a organização" das FP-25 de Abril, acusada de ter matado 17 pessoas.

"(Otelo) É uma pessoa que se enleva com ele próprio e acha que está sempre no centro", concluiu Cândida Almeida.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG