Os Verdes pedem "suspensão imediata" da construção da barragem após a morte de três trabalhadores

A deputada do PEV, Heloísa Apolónia, pediu hoje no Parlamento a "suspensão imediata da construção da barragem do Tua" após a morte de três trabalhadores ao início da tarde na sequência de um aluimento de terras.

"O acidente de hoje que fez três vítimas mortais demonstra a falta de segurança e Os Verdes pedem a suspensão imediata da construção da barragem do Tua", afirmou Heloísa Apolónia durante o debate de dois projetos de resolução e de uma petição a favor da requalificação e da reabertura da Linha do Tua.

A declaração mereceu protestos, principalmente das bancadas da maioria, e em resposta Carina João, do PSD, deixou duras críticas à intervenção da deputada eleita pelo Partido Ecologista os Verdes.

"Senti vergonha da sua intervenção. Essas mortes não podem nunca servir de arma de arremesso político", disse a deputada.

Por coincidência, no dia em que foram debatidos dois projetos de resolução, do BE e do PEV e de uma petição a favor da requalificação e da reabertura da Linha do Tua, três trabalhadores morreram na sequência de um aluimento de terras durante as obras da construção da barragem de Foz Tua.

Os grupos parlamentares manifestaram um voto de pesar pela morte dos três trabalhadores.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG