Oliveira e Costa pronunciado por falsificação

O antigo administrador do PBN, Oliveira e Costa, e mais três arguidos foram hoje pronunciados pelo Tribunal Central de Instrução Criminal por crimes de falsificação de documentos, disse à Lusa fonte judicial.

A mesma fonte precisou que o processo está relacionado com o Banco Insular, de que o BPN foi proprietário a partir de 2001, e também processamento de verbas do Banco Português de Negócios.

Esta pronúncia resulta de uma certidão extraída do processo BPN, atualnmente em julgamento, e os três arguido são ex-diretores do Banco Insular, criado em dezembro de 1997 em Cabo Verde.

A notícia da pronúncia dos quatro arguidos foi avançada esta tarde pela SIC Notícias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG