Vento arranca árvores e estruturas no Porto

A madrugada de hoje no distrito do Porto ficou marcadda por quedas de árvores, painéis, telhas, toldos, claraboias e outras estruturas, assim como por inundações, consequências do vento forte e da chuva intensa que se fizeram sentir.

Fonte do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto disse à agência Lusa que se registaram cerca de 90 ocorrências no Porto, sobretudo relacionadas com inundações e "com dezenas" de árvores caídas.

Fonte dos Sapadores Bombeiros do Porto relatou também que o grande número de ocorrências foi provocado pela ocorrência de vento muito forte, que fez com que se soltassem muitas estruturas e caíssem cerca de duas dezenas de árvores na cidade.

Entre as estruturas que se soltaram devido ao vento, há a registar uma chaminé, partes de telhados e uma marquise de um apartamento no 13.º andar de um edifício.

Segundo a mesma fonte, mantém-se encerrada, por precaução, a marginal entre o Castelo do Queijo e a foz do Douro.

Também em Vila Nova e Gaia, os Sapadores Bombeiros disseram à Lusa ter registado um elevado número de ocorrências, embora sem gravidade.

O mesmo aconteceu noutros concelhos do distrito do Porto, nomeadamente em Matosinhos, Maia, Valongo e Vila do Conde.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG