Urgência do hospital de S. João foi isolada devido a suspeita de ébola

O caso aconteceu na quinta-feira e o plano de contingência do ébola foi ativado. A suspeita surgiu quando a médica assistiu um homem que tinha chegado recentemente do Congo e que esteve duas horas na sala de espera.

O Jornal de Notícias refere na edição de hoje que pelo menos um enfermeiro chegou a vestir o fato de proteção especial e as pessoas foram impedidas de sair ou entrar nas urgência do S. João. Esta foi a primeira vez que um dos três hospitais de referência em Portugal para receber casos de ébola ativou o plano de contingência.

A diretora clínica do hospital do Porto, Margarida Tavares, explicou ao Jornal de Notícias que "correu tudo dentro da normalidade" e quando foi afastada a suspeita o plano foi desativado. Salientou ainda que não foi feito qualquer exame específico para o ébola ao doente em causa.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG