Três feridos graves em colisão com ambulância

Condutor da carrinha comercial não terá visto que estava a ser ultrapassado pela ambulância do INEM. Há ainda um ferido ligeiro.

Uma colisão entre uma ambulância do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e uma carrinha comercial, na estrada nacional 213, sentido Chaves-Valpaços, provocou hoje três feridos graves e um ligeiro, informou à Lusa fonte dos Bombeiros de Salvação Pública.

Fonte policial adiantou à Agência Lusa que a ambulância do INEM de Chaves seguia no sentido Chaves-Valpaços, tal como a carrinha comercial, e ao ultrapassar o automóvel, numa recta com boa visibilidade, o veículo terá feito sinal para virar à esquerda para um posto de combustível não se apercebendo da ultrapassagem da ambulância e acabaram por colidir.

Com o embate, segundo a fonte, a carrinha comercial foi arrastada pela ambulância ao longo de "cerca de 40 metros" tendo abalroado a placa identificativa dos preços dos combustíveis e estabilizado junto a um muro do posto de abastecimento. A ambulância acabou por sair fora da faixa de rodagem e cair num terreno.

O condutor da carrinha comercial, de 63 anos, e o filho, de 36, ambos construtores civis, tiveram de ser transportados para o hospital de Chaves pelo helicóptero do INEM de Macedo de Cavaleiros, avançou fonte dos bombeiros. O homem de 63 anos teve de ser desencarcerado e queixava-se, segundo a mesma fonte, de dores na coluna, o filho apresentava lesões nos membros inferiores. Outro dos feridos graves, a socorrista do INEM, de 27 anos, apresentava queixas nos joelhos e sofreu uma hemorragia nasal, tendo sido transportada para o hospital de Chaves, tal como o condutor da ambulância, de 61 anos, que sofreu apenas ferimentos ligeiros.

A ambulância do INEM ia em situação de emergência para Fornos do Pinhal, em Valpaços, mas dado o acidente tiverem de ser os Bombeiros de Salvação Pública de Chaves a tomar conta da ocorrência. No local do acidente estiveram os Bombeiros de Valpaços, a ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) de Mirandela, o helicóptero do INEM de Macedo de Cavaleiros e a GNR local.