Trasladação de santuário em "velocidade de cruzeiro"

As obras de trasladação do Santuário do Santo Antão da Barca, situado na margem direita do rio Sabor, no concelho de Alfândega da Fé, encontram-se em "velocidade de cruzeiro" podendo o processo estar concluído em 2013.

Em declarações à Lusa, a presidente da Câmara de Alfandega da Fé, Berta Nunes, disse hoje que há espaços cuja localização ainda não está definida no novo enquadramento do futuro santuário, como é caso de uma praia fluvial que acompanhará todo o espaço religioso.

"Apesar destes contratempos, apontamos mesmo que todos os trabalhos estejam concluídos em 2013", acrescentou a autarca.

Para além dos edifícios religiosos e de apoio, a criação de uma praia fluvial no local onde ficará o novo santuário constitui "o maior problema do processo", devido à morfologia do terreno do sítio do Rebentão, local para onde será transladado o santuário.

O santuário Santo Antão da Barca, atualmente está situado numa zona que ficará submersa com o enchimento da barragem do Baixo Sabor, sendo o processo de transladação da responsabilidade da EDP.

A capela será trasladada "pedra por pedra", enquanto os edifícios da área envolvente ficarão submersos, encontrando-se o novo projeto já em fase de licenciamento e terraplanagens.

Apesar das obras se encontraram "em bom ritmo", a festa em honra do Santo Antão da Barca, este ano ainda se realizará no mesmo local e tudo leva a crer que será em "definitivo o último ano" para a realização da tradicional romaria que anualmente junta centenas de pessoas da região do Baixo Sabor.

De acordo com os registos históricos, a ermida do santo Antão da Barca foi mandada erguer pelos marqueses de Távora no século XVII.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG