Mulher do autor dos disparos na Foz encontrada morta em casa, na Maia

O Comando Metropolitano da PSP do Porto revelou hoje à Lusa que a mulher do autor do disparo contra um homem na Praça do Império, na zona da Foz, no Porto, foi encontrada morta em casa, na Maia.

A informação foi adiantada à Lusa por fonte oficial do Comando Metropolitano, de acordo com quem "o agressor foi intercetado e detido" logo depois de ter baleado outro indivíduo num passeio da Praça do Império por "dois agentes da PSP que se encontravam de folga".

Na sequência do ocorrido, "veio a apurar-se a existência de outra vítima, mortal", acrescentou a mesma fonte, indicando tratar-se de "uma mulher encontrada numa residência em Águas Santas, na Maia" que "será esposa do agressor".

O caso do tiroteio na Foz resultou, assim, num morto e num ferido, baleado e transportado para o Hospital de Santo António.

As investigações policiais começaram depois de, pelas 16:45, dois homens se terem envolvido "em agressões" na Praça do Império, que culminaram com um dos indivíduos atingido com um tiro.

Fonte oficial da PSP do Porto não soube adiantar mais explicações para o caso, indicando que as investigações estão agora a cargo da Polícia Judiciária, a quem já foi entregue o detido e a respetiva arma, que lhe foi retirada logo depois do tiroteio na Foz pelos dois agentes que circulavam no local durante a sua folga.

A mesma fonte indicou não saber se a mulher encontrada morta tinha sido baleada e alertou não ser certo que se tenha tratado de um ajuste de contas ou de um caso passional, porque o agressor podia estar perturbado e o caso da Foz ter sido iniciado por outra qualquer situação, como resultado desse desnorte.

A Lusa tentou, sem sucesso, saber junto do INEM e dos bombeiros da Maia e de corporações de concelhos vizinhos saber em que circunstâncias a mulher foi encontrada morta.

Um homem atingiu hoje a tiro outro homem na Praça do Império, no Porto, tendo a vítima sido socorrida no local, depois de ter sido baleada na zona do abdómen, adiantou à Lusa a PSP do Porto pelas 18:30.

No entanto, perto da mesma hora os Bombeiros Voluntários Portuenses disseram à Lusa que existiam dois feridos, "presumivelmente com arma de fogo".

O disparo na Foz aconteceu depois de os dois homens se terem desentendido e envolvido em agressões por volta das 16:45, precisou a PSP.

O autor do tiro foi detido pela PSP e a arma utilizada já foi apreendida.

Natércia Figueiredo, moradora na Praça do Império, relatou à Lusa que foi alertada pelo sucedido pelo aparato policial devido entretanto montado junto à sua residência e referiu terem sido disparados dois tiros e ter visto um homem, no passeio, "muito ferido num ombro".

A moradora referiu ainda ter ouvido testemunhos de que "uma mulher que circulava no passeio tentou separar os dois homens que se agrediam".

Serafim Tavares, outro morador na zona, disse que "há quem diga que os homens se agrediram primeiro e depois se ouviram os tiros".

A Praça do Império fica localizada na Foz, numa zona de moradias, relativamente próxima da Avenida da Boavista e da frente marítima da cidade.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG