Mercado reabre em abril com novas funções e horários

O Mercado do Bom Sucesso, no Porto, reabre no início de abril de 2013 com novas funções e horários alargados, depois da conclusão das obras de requalificação orçadas em 12 milhões de euros, foi hoje anunciado.

"Alvo de um cuidado projeto de requalificação e adaptação à modernidade, o Mercado Bom Sucesso tem data de inauguração agendada para o início de abril", adiantou à Lusa o gabinete de comunicação da empresa Mercado Urbano, detida em 75 por cento pela Mota Engil.

Os horários de funcionamento previstos para as lojas interiores e para as bancas e mercado de frescos apontam para a abertura às 09:00 e encerramento às 23:00 (de domingo a quarta-feira) ou à meia-noite (de quinta a sábado). A parte comercial do espaço contempla "38 espaços" e um mercado de frescos com "44 bancas de venda de produtos variados", que o gabinete de comunicação apresenta como tendo "um travo nostálgico, mas traço contemporâneo".Tudo isto ficará instalado "no piso térreo e primeiro piso" do edifício classificado como Monumento de Interesse Público em janeiro de 2011.No interior dos 13.500 metros quadrados do imóvel foram construídos "dois volumes", um para acolher um hotel de quatro estrelas com 85 quartos, outro destinado a escritórios.No primeiro piso deste segundo "volume" será instalada a sede da Fundação Manuel António da Mota, com "uma área de exposições e auditório com capacidade para 136 lugares sentados".O espaço terá dois parques de estacionamento: um com 17 lugares, de serviço ao hotel, e outro com 37, para "serviços e lojistas". A Mercado Urbano destaca o "respeito integral pela traça desenhada em 1949 pelos arquitetos Fortunato Leal, Cunha Leão e Morais Soares" da obra cujo investimento global "ascende a 12 milhões de euros".O novo mercado é descrito como "uma Babel de costumes, rotinas, um espaço de compras, arte, degustação, portas que abrem e fecham negócios".A DRC-N deu parecer favorável ao projeto em abril de 2011, assegurando que a fachada do edifício seria "integralmente conservada".A Câmara do Porto assinou a 25 de janeiro de 2011, com a Mercado Urbano (subsidiária da bracarense Eusébios & Filhos, SA), o contrato de concessão e requalificação do "Bom Sucesso". Na altura, indicava-se a conclusão da obra para o último trimestre de 2013 e a construção de um hotel com 83 quartos, uma área de comércio e serviços com 16 lojas exteriores e 23 interiores, bem como um mercado tradicional modernizado com 44 bancas.O "Bom Sucesso" foi encerrado pela autarquia a 03 de junho, dois dias depois do previsto, devido a duas providências cautelares interpostas por alguns lojistas.Em meados de abril, a maioria dos 120 comerciantes já tinha aceitado a indemnização proposta pela empresa para abandonar o espaço.Em agosto, quando as obras começaram, foi revelada a entrada da Mota-Engil no capital da empresa.O vice-presidente da construtora, Arnaldo Figueiredo, garantiu na altura à Lusa não ter alterado "absolutamente nada" do projeto "contratualizado" e explicou que os comerciantes que queiram regressar ao mercado terão de fazê-lo "nas mesmas condições" e cumprindo os mesmos "requisitos" de qualquer novo negócio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG