Linha do Douro vai ficar interrompida "algumas horas"

A circulação ferroviária na linha do Douro, na zona do Marco de Canaveses, deverá manter-se interrompida por mais "algumas horas", estando a CP a proceder ao transbordo rodoviário de passageiros na zona onde hoje ocorreu um acidente.

O acidente, que envolveu uma máquina de manutenção, causou quatro feridos, três ligeiros e um grave, todos funcionários da Refer, a empresa responsável pela manutenção da linha.

A porta-voz da CP, Ana Portela, disse à Lusa que a circulação entre Porto e Régua e vice-versa está a decorrer, mas, na zona do acidente, ou seja entre o Marco de Canaveses e o Juncal, está a ser feiro o transbordo rodoviário de passageiros.

Contactada pela Lusa, a porta-voz da Refer, Susana Abrantes, disse que o acidente terá sido provocado por um deslizamento de terras, admitindo que a circulação se mantenha interrompida naquela zona por mais algumas horas.

"É preciso proceder ao 'carrilamento' da máquina acidentada. O comboio de socorro foi acionado de imediato, mas é preciso tempo para chegar ao local. Depois, há ainda que repor a máquina na linha, o que demorará algumas horas", sustentou.

Em relação aos feridos, Susana Abrantes disse que os funcionários sofreram ferimentos ligeiros, mas um terá sofrido "uma fratura nos membros superiores".

Fonte do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto disse à Lusa que o acidente ocorreu cerca das 05:45, no Juncal, freguesia de Soalhães, Marco de Canaveses, numa zona de linha única.

Os feridos foram transportados para o Hospital do Vale do Sousa, em Penafiel.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG