João Serra revela nova administração da Fundação

O novo presidente da Fundação Cidade de Guimarães, João Serra, revelou hoje a nova equipa do conselho de administração do organismo, que integra personalidades com "provas dadas" como Fortunato Frederico, Paulo Cruz e Rosa Amora.

Em entrevista hoje à Agência Lusa, João Serra divulgou a constituição do novo conselho de administração da entidade encarregue da organização da Capital Europeia da Cultura Guimarães 2012. O novo conselho de administração é constituído pelo até agora director da Escola de Arquitectura da Universidade do Minho, Paulo Cruz, e pela ex-vice-presidente do Instituto Português do Património Arquitectónico, Rosa Amora, ambos como vogais executivos.

Além dos dois vogais executivos, o conselho de administração integra, como vogal não executivo, o empresário Fortunato Frederico, presidente da Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes e Artigos de Pele. A vereadora da Cultura da câmara municipal de Guimarães, Francisca Abreu, é a única personalidade, além do próprio João Serra, que transita da antiga administração para esta nova equipa, mantendo-se como vogal não executiva. "Neste novo conselho, todos os membros terão funções atribuídas, apesar das disponibilidades pessoais distintas", afirmou João Serra.

O responsável pela Fundação revelou ainda que o "conselho terá uma reunião plenária mensal e uma reunião semanal destinada fundamentalmente à tomada de decisões mais urgentes". Segundo declarou João Serra, "o principal objectivo passa por garantir o sucesso da iniciativa, reaproximando a comunidade e o país ao projecto".

O ex-chefe da Casa Civil da Presidência de Jorge Sampaio definiu estas escolhas como "cirúrgicas" e assentes em "elementos com provas dadas nas mais diversas áreas e que trarão para a Capital Europeia da Cultura um novo fôlego de dinamismo, perseverança e capacidade de execução".

João Serra substituiu Cristina Azevedo na presidência da Fundação Cidade de Guimarães a 28 de Julho, depois de esta ter chegado a um acordo de rescisão com o conselho geral da fundação, presidido por Jorge Sampaio a 22 de Julho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG