Suspeito de ter tentado matar o pai fica em preventiva

O homem, de 30 anos, suspeito de ter tentado matar o pai com golpes de machado, na noite da passada terça-feira, no concelho de Albergaria-a-Velha, vai aguardar o desenrolar do processo em prisão preventiva, informou hoje fonte judicial.

O arguido, que segundo a GNR já tem antecedentes de violência doméstica, foi presente hoje a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a prisão preventiva, a medida de coação mais grave. O homem é suspeito de ter tentado matar o pai, de 57 anos, ferindo-o gravemente com um machado, na residência da vítima em Nobrijo, na freguesia da Branca.

A vítima, que "sofreu machadadas em todo o corpo, mas com maior incidência no tronco e zona dos membros", segundo os Bombeiros de Albergaria-a-Velha, está internada nos Hospitais da Universidade de Coimbra e já saiu do coma e recuperou a consciência.

"O paciente está consciente, colaborante e a recuperar bem do ponto de vista neurológico", adiantou à Lusa fonte hospitalar. O caso está entregue à Polícia Judiciária (PJ).

Exclusivos