Lenhador tenta matar conhecido por ajuste de contas

Um lenhador, de 20 anos, foi ontem detido por ter tentado matar, com diversos golpes de faca, um outro jovem que lhe estava a dever dinheiro relacionado com o comercio de drogas.

O crime acorreu em finais de Outubro no interior da casa da vítima, na Póvoa de Lanhoso. "Por volta da meia-noite, o agressor dirigiu-se a casa da vítima, um jovem mais ou menos da mesma idade, para lhe cobrar a dívida. As coisas correram mal e perderam-se as estribeiras", disse ao DN fonte da PJ de Braga que, através do Departamento de Investigação Criminal, identificou e deteve ontem o agressor.

De acordo com a mesma fonte, o homem agora detido, tem já registos de violência física exercida sobre a vítima e sempre pelo mesmo motivo. "Até agora tudo não tinha passado de agressões físicas, nunca nada que tivesse conduzido a este fim", refere a fonte.

Desta vez, e de acordo com a Judiciária, o agressor, natural de Fafe e residente na Póvoa de Lanhoso, onde ocorreu o crime, utilizou uma arma branca "para atingir a vítima com vários golpes em diversas partes do corpo".

Presente a primeiro interrogatório judicial, o detido ficou com a medida de apresentações diárias na esquadra da área da sua residência e está proibido de se aproximar da vítima e de usar armas.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Saúde

Empresa de anestesista recebeu meio milhão de euros num ano

Há empresas (muitas vezes unipessoais) onde os anestesistas recebem o dobro do oferecido no Serviço Nacional de Saúde para prestarem serviços em hospitais públicos carenciados. Aquilo que a lei prevê como exceção funciona como regra em muitas unidades hospitalares. Ministério diz que médicos tarefeiros são recursos de "última instância" para "garantir a prestação de cuidados de saúde com qualidade a todos os portugueses".