Homem mata mulher a tiro e suicida-se de seguida

Um homem, residente na freguesia de Aguçadoura, na Póvoa de Varzim, feriu hoje a mulher, com gravidade, e suicidou-se de seguida. A vítima acabou por morrer no hospital.

Joana Sá Carreira, 36 anos, baleada na cabeça, foi encaminhada para o Hospital de S. João, no Porto, onde acabou por morrer.

O crime aconteceu hoje de manhã, cerca das 08.45, quando o homem, que se encontrava no interior da casa onde residia, terá disparado contra a mulher, com quem estava casado há cerca de dez anos, tendo-a atingido na cabeça, avançou fonte policial, no local.

De seguida, "suicidou-se", disse a mesma fonte.

O homem, que vivia numa casa com a mulher e os sogros, tinha um filho com nove anos que, na altura do crime, estaria no "quarto com a avó a preparar-se para ir para a escola", explicaram os vizinhos que preferiram não se identificar.

Nos últimos tempos, eram "frequentes as discussões" entre o casal, uma situação que teria piorado depois de a mulher ter pedido o divórcio", disseram fontes no local.

"Ele nunca aceitou separar-se dela e sempre disse que se não fosse dele, ela não era de mais ninguém", relataram ainda os vizinhos.

Ainda assim, o crime causou consternação na freguesia, porque a família era "muito conhecida" e todos os vizinhos contam que "era boa gente, muito pacata".

A mulher, natural de Aguçadoura, trabalhava num armazém de frutas e legumes situado na freguesia de Navais, também na Póvoa de Varzim.

José Carlos, 39 anos, era natural da Estela e estava desempregado "há algum tempo".

A Polícia Judiciária já está no local a investigar este caso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG