Estradas de Portugal vai avaliar situação no terreno

O vereador da Proteção Civil da Câmara de Guimarães remeteu para as 16.00 mais explicações sobre o deslizamento de terras ocorrido ontem à tarde na freguesia de Mesão Frio. Segundo Amadeu Portilha, para essa hora está agendada uma reunião com o presidente da Estradas de Portugal, que se encontra a caminho desta cidade.

Numa curta declaração aos jornalistas à hora de almoço, o vereador explicou que "como é sabido, ocorreu ontem um deslizamento de terras, sobre a ligação rápida para Fafe, que colocou em perigo um conjunto de duas de dez habitações, onde moram seis pessoas".

Amadeu Portilha salientou que a autarquia e os serviços de Proteção Civil estiveram reunidos com a direção técnica da obra, de modo "a reunir um conjunto de informações necessárias para fazer uma avaliação rigorosa do caso".

Essas informações serão transmitidas à Estradas de Portugal na reunião desta tarde, de modo a delinear a estratégia a seguir no sentido de retomar a circulação da via rápida que liga Guimarães a Fafe. Também nessa altura será de esperar uma decisão sobre a possibilidade de os moradores das dez habitações deste empreendimento regressarem às suas casas.

Exclusivos