"É um caso grave que nos deve sensibilizar"

Manuel J. Ramos, presidente da Associação de Cidadãos Automobilizados.

Qual é o seu comentário a este furto do automóvel com crianças lá dentro?

Felizmente, isso não são casos tão preocupantes como os pais que deixam bebés dentro do automóvel com os vidros fechados em dias de calor. Mas este caso também é um acto negligente. Trata-se de um caso grave que nos deve sensibilizar para evitar este tipo de atitudes. Neste caso foi um crime de oportunidade de um criminoso pouco atento. Nos Estados Unidos da América (EUA), há dispositivos que podem ser accionados para localizar carros roubados, sistemas que ajudam também nestas situações.

Refere-se aos chips. Concorda com a colocação desses dispositivos nos automóveis?

Há vantagens e desvantagens sobre o uso desses sistemas, que nos EUA, normalmente, são agregados às companhias de seguros e às empresas de segurança. Vejo nos chips uma série de desvantagens, desde logo, por exemplo, pela intrusão na intimidade. É, de facto, uma questão ambígua.

Mas perante esta ocorrência, urge uma mudança de atitudes?

Acho que sim. É preciso sensibilizar, talvez, através de uma campanha nacional na área da segurança infantil, para que se evite deixar os filhos dentro das viaturas. Este tipo de comportamento dos adultos é bastante inconsciente. São situações que nunca deveriam existir.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG