Detidos 'gestores' de bares que exploravam estrangeiras

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve duas pessoas por suspeita de auxílio à imigração ilegal e lenocínio que era praticado em dois bares em Mirandela e Mogadouro.

De acordo com um comunicado do SEF, as detenções ocorreram na sequência da execução de mandados de busca em dois bares, um em Mirandela e outro em Mogadouro.

"Os arguidos, de 21 e 27 anos, desempenhavam as funções de gestão e controle da atividade, a qual consistia na exploração de cidadãs estrangeiras", lê-se no comunicado.

No âmbito desta operação de investigação foram identificadas 28 pessoas, das quais 12 de nacionalidade estrangeira. Foram ainda detidas duas estrangeiras por permanência ilegal e realizadas três notificações administrativas.

Os detidos foram presentes no Tribunal de Mogadouro, tendo ficado com as seguintes medidas de coação: apresentações semanais, suspensão do exercício da atividade, proibição de se ausentarem para o estrangeiro e de contactarem com as cidadãs identificadas nos estabelecimentos.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG