Buscas para encontrar pescador serão retomadas amanhã

O terceiro dia de buscas para encontrar o pescador desaparecido sábado em Moledo terminou hoje sem sucesso mas as operações serão retomadas na terça-feira, disse à agência Lusa fonte da Capitania do Porto de Caminha.

O pescador, de 45 anos, foi dado como desaparecido sábado pelas 08:00, depois de a sua embarcação "Ana Lídia", com cerca de seis metros de comprimento, ter sido encontrada submersa junto à costa.

De acordo com o capitão do porto de Caminha, Gonzalez dos Paços, as buscas em terra e em água realizadas esta segunda-feira voltaram a terminar "sem resultados".

"Vamos continuar com buscas pontuais em terra. As operações na água serão retomadas na terça-feira, na altura da baixa-mar, a meio da manhã", explicou à Lusa Gonzalez dos Paços.

No rio Minho, essas buscas previstas para terça-feira vão concentrar-se entre 11:00 e as 15:00 - duas horas antes e duas horas depois do pico da baixa-mar -, o mesmo acontecendo no litoral.

O pescador, que foi visto pela última vez por outros pescadores entre a meia-noite de sexta-feira e a 01:00 de sábado, foi procurado até domingo por meios aéreos, terrestres e marítimos portugueses e espanhóis, designadamente por dois helicópteros e dois semirrígidos, além de outros meios nacionais.

Esse dispositivo tem vindo a ser reduzido progressivamente.

O homem estava a pescar sozinho, tendo a embarcação sido localizada em águas pouco profundas, juntamente com as redes de pesca.

Na altura do desaparecimento, o mar tinha ondas de cerca de três metros de noroeste e vento nordeste de cerca de 26 quilómetros por hora.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG