Níveis de pólen vão estar muito elevados até 5.ª feira

Os níveis de pólen na atmosfera vão estar muito elevados em todo o continente até quinta-feira da próxima semana, segundo o Boletim Polínico da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC) hoje divulgado.

Nos Açores e na madeira os níveis estarão baixos, segundo aquele organismo, cujos especialistas alertam principalmente os doentes com alergia aos pólenes de oliveira, gramíneas e ervas parietária e tanchagem (também conhecida por carrajó).

Em Trás-Os-Montes e Alto Douro e região de Vila Real o destaque vai para os pólenes de carvalho, pinheiro, bétula, gramíneas e ervas parietária e tanchagem, enquanto no Douro Litoral e no Porto se juntam a estes a oliveira.

Na Beira Litoral e região de Coimbra, os pólenes encontram-se em níveis muito elevados, principalmente de oliveira, carvalho, pinheiro e de ervas parietária, gramíneas e tanchagem.

Já na Beira Interior e na região de Castelo Branco vão registar-se níveis muito elevados no carvalho, oliveira, pinheiro, gramíneas e ervas azeda, tanchagem e parietária.

Na Estremadura e Lisboa, assim como no Algarve, a SPAIC realça os pólenes de oliveira, sobreiro, azinheira, carvalho, pinheiro e ervas parietária, tanchagem, gramíneas, azeda e quenopódio (erva formigueira).

No Alentejo, o predomínio vai para as mesmas espécies da restante região sul, com exceção para o quenopódio.

O Boletim Polínico faz a divulgação semanal sobre os níveis de pólenes existentes no ar atmosférico, obtidos através da leitura de vários postos que fazem uma recolha contínua dos pólenes, em várias regiões do País.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG