Mulher de 90 anos fica ferida em explosão

Uma mulher sofreu queimaduras nas pernas na sequência de uma explosão que fez ruir a cobertura de um edifício de quatro andares situado junto ao Arquivo Geral do Exército, em Lisboa.

A única habitante do edifício de quatro andares morava no último piso, que ficou destruído, e foi transportada para o hospital após receber os primeiros socorros no local. Ester, assim se chama a moradora, sofreu queimaduras nas pernas. Os motivos da explosão são ainda desconhecidos.

Segundo o porta voz do Exército, tenente coronel Jorge Pedro, o arquivo militar ficou com as janelas danificadas, tal como aconteceu com algumas lojas situadas nas imediações do prédio onde se registou a explosão. De acordo com a mesma fonte o espólio militar não foi afetado, nem se registou feridos entre o pessoal militar.

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.