Movimento "Que se lixe a troika" realiza hoje concentrações no Porto e Lisboa

O movimento "Que se lixe a troika" anunciou para hoje, às 19:00, junto à residência oficial do primeiro-ministro, em Lisboa, e à Câmara Municipal do Porto, concertações para pedir novamente a demissão Governo.

As concentrações foram anunciadas após o ministro das Finanças, Vitor Gaspar, ter anunciado mais medidas de austeridade e ter feito o balanço da sétima avaliação da troika, disse à agência Lusa uma das subscritores do movimento, Myriam Zaluar.

Os organizadores do protesto apelam às pessoas para que levem lenços brancos, para "mais uma vez" pedirem a demissão do Governo, e tampas de panelas, para que sejam ouvidos, numa concentração ruidosa, adiantou Myriam Zaluar.

O apelo surgiu em Lisboa, mas rapidamente, através da rede social Facebook, o Porto e Aveiro também se juntaram ao protesto.

Em Lisboa e no Porto as concentrações estão marcadas para as 19:00. Em Aveiro decorrerá às 17:00, para coincidir com a visita do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, segundo a organização.

"Protestamos contra o total fracasso das políticas do Governo e não estamos na altura de deixar esmorecer o protesto", disse ainda Myriam Zaluar.

A última manifestação promovida pelo movimento "Que se lixe a troika" e que juntou em várias cidades do país mais de um milhão de pessoas, segundo a organização, realizou-se a 02 de março.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG