Mortos sepultados em Fão com direito a página na Internet

Os mortos da freguesia de Fão, em Esposende, passaram a ter direito a uma página na Internet, onde podem ser "postados" vídeos, fotografias e textos alusivos à sua vida e deixadas mensagens de condolências ou mesmo flores virtuais.

No site fao.cemiteriosonline.com, há ainda um formulário para dar conta à Junta de Freguesia de um falecimento e informações sobre todas as pessoas que ali estão sepultadas, desde a data da morte até ao número das respetivas sepulturas.

Em destaque, figuram as mais recentes inumações e as pessoas cujos aniversários de falecimento se comemoram.

"Esta é, sobretudo, uma forma de chegar às pessoas que estão longe e que, deste modo, têm uma forma rápida de homenagear os seus entes queridos, deixando uma mensagem de pesar ou um ramo virtual de flores pelo seu falecimento", explicou à Lusa o presidente da Junta de Fão.

Segundo Luís Peixoto, com este site, "quem está longe também recebe notícia, na hora, do falecimento" de uma qualquer pessoa da freguesia.

"No fundo, o site possibilita uma visita ao nosso cemitério, esteja o visitante em que parte do mundo estiver", acrescentou.

As mensagens de condolências podem ser "postadas" por qualquer pessoa, mas os textos, os vídeos e as fotografias da vida do defunto exigem uma palavra-passe, facultada aos proprietários de cada sepultura.

Em causa está a adesão da Junta de Fão ao site www.cemiteriosonline.com, que já conta com 35 freguesias de todo o país.

A maioria das juntas aderentes (20) é do Norte, havendo também 14 do Vale do Tejo e uma (Aldeia das Dez) das Beiras.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG