Morreu agente da PSP baleado em Santa Maria da Feira

Agente atingido quinta-feira à tarde por um tiro na cabeça durante um desentendimento familiar, na sua residência, em Santa Maria da Feira, veio a morrer, disse à Lusa fonte hospitalar. O agente, transportado ainda com vida para o hospital, agente não resistiu aos ferimentos morreu cerca de uma hora e meia após entrada no hospital de Vila Nova de Gaia.

O agente da PSP, de 46 anos, que foi atingido quinta-feira à tarde por um tiro na cabeça durante um desentendimento familiar, na sua residência, em Santa Maria da Feira, acabou por morrer, disse à Lusa fonte hospitalar.

A vítima foi transportada ainda com vida para o Hospital Eduardo Santos Silva, em Vila Nova de Gaia, onde se mantinha cerca das 20:00 com "prognóstico reservado", acrescentou.

No entanto, segundo a mesma fonte, o agente não resistiu aos ferimentos e acabou por morrer cerca de uma hora e meia depois.

O agente da PSP foi baleado durante um desentendimento familiar com o seu enteado, de 18 anos, que também foi ferido por disparos com arma de fogo.

O jovem, que foi transportado para o Hospital de São Sebastião, em Santa Maria da Feira, com ferimentos no tórax, "encontra-se estabilizado".

Segundo a PSP, o incidente terá acontecido após as 16:30, depois de o agente baleado ter saído de serviço e ter-se deslocado a casa, onde se encontrava o filho da companheira, com quem vive maritalmente já há alguns anos.

"Não conseguimos perceber a motivação ou o que se passou para estarem os dois baleados", adiantou a mesma fonte, suspeitando que os disparos tenham ocorrido durante um desentendimento familiar.

A arma utilizada no crime terá sido a arma de serviço do agente, que foi encontrada no local.

As circunstâncias do crime estão a ser investigadas pela Polícia Judiciária.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG