MNE: "Estamos a assistir ao exercício normal da democracia"

Augusto Santos Silva diz que demora na formação do novo governo espanhol "não é novidade na UE"

O governo português "vê a votação" desta quarta-feira para formar novo governo em Espanha como "um exercício normal de democracia numa situação política complexa", disse o chefe da diplomacia portuguesa.

Augusto Santos Silva, que falava aos jornalistas no final do debate na especialidade do orçamento do Ministério dos Negócios Estrangeiros, adiantou que o impasse político em Espanha "é uma situação que não é novidade na UE".

O líder do PSOE, Pedro Sanchez, falhou esta quarta-feira a eleição do seu governo na primeira votação, ao obter 130 votos favoráveis (dos 176 necessários para a maioria absoluta), uma abstenção e 219 votos negativos. Na segunda eleição, marcada para o fim da tarde de sexta-feira, o líder do PSOE só precisa de uma maioria simples para formar governo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG