Ministro garante que é seguro visitar a Madeira

O ministro da Saúde defendeu ontem que "a Madeira é uma localidade onde se pode viajar sem restrições", desvalorizando os receios em torno do surto de casos de dengue no arquipélago, que atingiu 2000 pessoas mas dá sinais de abrandamento.

Palu Macedo esteve no Funchal, onde visitou alguns locais onde foram instaladas armadilhas, tanto para os mosquitos adultos como para as larvas que poderão ser portadores de dengue, elogiando o trabalho que está ser feito ao nível do combate biológico e químico aos mosquitos.

Outras medidas, como lavar as sarjetas com água salgada têm também registados efeitos positivos, sublinhados por Paulo Macedo.

O governante disse ainda haver uma aposta do Ministério da Saúde, visto tratar-se de uma questão de saúde pública, para que haja uma eliminação dos principais vetores da febre. A estratégia passa pelo acompanhamento próximo de várias entidades como a Direção-Geral de Saúde, o Instituto Ricardo Jorge e outros.

Paulo Macedo anunciou também a existência de um plano de contingência nacional, que engloba uma rede de vigilância, para detetar quaisquer novos casos no território português.

Os primeiros casos de dengue na Madeira foram confirmados a 3 de Outubro, sendo que já foram contabilizadas 2000 pessoas infetadas, todas na ilha da Madeira.

Neste momento não há nenhum internamento devido à doença e tem-se verificado um decréscimo no número de novos casos, que terá a ver com a descida das temperaturas habitual nesta altura do ano.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG