Ministro da Economia quer aumentar receitas do turismo

Bater recordes nas receitas e facilitar o financiamento são as grandes apostas de Caldeira Cabral

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, afirmou esta quarta-feira que Portugal terá de subir as receitas provenientes dos turistas estrangeiros para os 12 mil milhões de euros, um valor muito acima dos 11,3 milhões de euros registados em 2015.

"Portugal vai ter um ano de bater recordes no turismo, mais uma vez", afirmou o governante no arranque da Feira Internacional de Turismo (BTL), em Lisboa, onde assinou um protocolo de financiamento entre a banca e o Turismo de Portugal.

"Este é mais um exemplo do que se tem que fazer no turismo como noutras áreas. Não podemos esperar que seja o Estado a fazer aquilo que os empresários têm feito tão bem", sublinhou Caldeira Cabral.

Por outro lado, o ministro reconheceu a importância do Estado e da banca, que permitiram em conjunto "melhores condições de financiamento", referindo-se aos 60 milhões de euros disponíveis através do protocolo assinado esta quarta-feira.

"Este é um instrumento que não só renova linhas, mas que as reforça. A oferta pode melhorar com o apoio do financiamento", acrescentou Caldeira Cabral.

A rematar notou ainda que os setores do turismo e da restauração vão continuar a aumentar as receitas e para isso é preciso que "os turistas venham e fiquem cá mais tempo".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG