12 julho 2014 às 00h39

Meio milhão 'roubado' a trabalhadores nos campos

Uma ação de fiscalização da Autoridade para as Condições do Trabalho realizada no Alentejo detetou várias situações de trabalhadores "clandestinos", ou seja sem serem declarados às autoridades.

Céu Neves

O DN acompanhou essa operação e assistiu a diálogos entre inspetores e trabalhadores com respostas que mais pareciam anedotas. Diversas pessoas foram identificadas e algumas empresas notificadas por irregularidades. Sejam falsos recibos verdes ou trabalhadores que não constavam nos registos da Segurança Social. Nesta ação foram detetados trabalhadores "clandestinos" há seis anos.

Segundo a Autoridade para as Condições do Trabalho em 2013 foram encontrados mais casos de trabalho não declarado que em 2012. Montantes em dívida só no setor da agricultura, produção animal, caça, floresta e pescas aumentaram quase cinco vezes. Ou seja não terão sido pagos à Segurança Social 472 mil euros referentes aos descontos dos trabalhadores.

Leia mais pormenores no e-paper do DN

Tópicos: Portugal