Médicos em greve nos dias 11 e 12 de julho

A Ordem dos Médicos e os dois maiores sindicatos do setor anunciaram hoje uma greve para os dias 11 e 12 de julho contra as medidas do Ministério de Paulo Macedo.

O protesto foi anunciado numa conferência de imprensa conjunta da Ordem dos Médicos, do Sindicato Independente dos Médicos e da Federação Nacional dos Médicos.

Na origem desta tomada de posição está um concurso lançado pelo Ministério da Saúde para a prestação de serviços médicos às instituições do Serviço Nacional de Saúde.

O anúncio foi publicado em Diário da República e visa a contratação de 2,5 milhões de horas a empresas privadas, procedimento que as três organizações consideram ilegal e que corresponderia, alegam, ao trabalho de 1700 médicos em horário completo.

A greve conta com o apoio da Ordem dos Médicos. O bastonário José Manuel Silva diz que esta "medida extrema" foi tomada em defesa da qualidade do SNS e do acesso dos doentes aos serviços.

A última greve decretada em conjunto pela FNAM e pelo SIM foi há oito anos, na altura contra a ameaça de privatização dos centros de saúde.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG