Média de exames a Física e Química continuou negativa

A média dos exames nacionais do Secundário a Física e Química em 2011/2012 manteve-se em terreno negativo, com os mesmos 8,1 valores obtidos no ano anterior, segundo o relatório do Gabinete de Avaliação Educacional (GAVE).

Na análise dos resultados da prova de exame nacional de Física e Química A (1.ªfase) foram consideradas as respostas de 29.867 alunos (internos) e a percentagem de classificações iguais ou superiores a 10 valores (em 20) foi apenas de 34,3%.

Segundo os resultados obtidos, no caso dos itens de cálculo, aplicados nestas provas, "a conceção de metodologias de resolução continua a ser a área (de carácter transversal) de maior fragilidade", refere o documento.

"Algumas das fragilidades aqui apontadas, relativas sobretudo ao processo global de aprendizagem, assumem um carácter transversal a várias disciplinas. Face ao exposto, sugere-se um modelo de aprendizagem por tarefas, de acordo com o qual os alunos se possam tornar mais autónomos na abordagem das situações-problema propostas, conseguindo estabelecer estratégias de resolução adequadas", acrescenta o GAVE.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG