Média de exames a Física e Química continuou negativa

A média dos exames nacionais do Secundário a Física e Química em 2011/2012 manteve-se em terreno negativo, com os mesmos 8,1 valores obtidos no ano anterior, segundo o relatório do Gabinete de Avaliação Educacional (GAVE).

Na análise dos resultados da prova de exame nacional de Física e Química A (1.ªfase) foram consideradas as respostas de 29.867 alunos (internos) e a percentagem de classificações iguais ou superiores a 10 valores (em 20) foi apenas de 34,3%.

Segundo os resultados obtidos, no caso dos itens de cálculo, aplicados nestas provas, "a conceção de metodologias de resolução continua a ser a área (de carácter transversal) de maior fragilidade", refere o documento.

"Algumas das fragilidades aqui apontadas, relativas sobretudo ao processo global de aprendizagem, assumem um carácter transversal a várias disciplinas. Face ao exposto, sugere-se um modelo de aprendizagem por tarefas, de acordo com o qual os alunos se possam tornar mais autónomos na abordagem das situações-problema propostas, conseguindo estabelecer estratégias de resolução adequadas", acrescenta o GAVE.

Exclusivos

Premium

Contramão na autoestrada

Concessionárias querem mais formação para condutores idosos

Os episódios de condução em sentido contrário nas autoestradas são uma realidade recorrente e preocupante. A maioria envolve pessoas idosas. O tema é sensível. Soluções mais radicais, como uma idade para deixar de conduzir, avaliação médica em centros específicos, não são consensuais. As concessionárias das autoestradas defendem "mais formação" para os condutores acima dos 70 anos.