Mau tempo provoca danos em todo o país

A neve e a chuva forte que têm caído ao longo do dia de hoje, quarta-feira, provocaram cortes de estradas, a queda de árvores e danos em habitações e viaturas um pouco por todo o país.

Palmela e Vendas Novas

Um fenómeno atmosférico, que os bombeiros admitem ser um tornado, provocou danos avultados num centro de distribuição de um supermercado e arrancou dezenas de árvores. Por volta das 5.00, o mau tempo provocou, na zona da Marateca, o derrube de dezenas de árvores e causou danos em, pelo menos, uma habitação e duas viaturas pesadas.

Ovar

A forte ondulação marítima que se registou na costa de Ovar provocou inundações nas habitações dos pescadores de Esmoriz e no Parque de Campismo de Cortegaça, e a situação pode repetir-se durante a madrugada.

Peniche

Devido aos ventos fortes, cinco estufas agrícolas ficaram destruídas e os plásticos voaram para o IP6 (Peniche/Óbidos) e quatro telhados de armazéns agrícolas também levantaram, na freguesia da Atouguia da Baleia. A proteção civil local delimitou diversas zonas junto ao mar para evitar a aproximação de pessoas às arribas dada a forte ondulação.

Cascais

A forte agitação do mar, com ondas altas, levou ao encerramento das esplanadas no passeio marítimo do Estoril, em Cascais. O mau tempo provocou alguns estragos no paredão, na zona do Tamariz, com o corrimão de segurança a ceder ao forte batimento do mar.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil elevou o estado de alerta para Laranja, o segundo mais grave, em todos os distritos litorais onde se espera ondulação máxima entre os oito e os 10 metros.

Caldas da Rainha

Três árvores, um poste de iluminação e um painel publicitário caíram hoje de madrugada em várias localidades do concelho. As situações surgiram sobretudo a partir das 5.00 da manhã, com chuva e rajadas de vento forte.

Óbidos

O mau tempo destruiu uma casa de madeira, que servia de apoio ao parque de estacionamento dos bombeiros, na entrada sul vila.

Algarve

As autoridades registaram hoje de manhã a queda de uma estrutura em Olhão e a queda de uma árvore em Silves. Um deslizamento de terra no concelho de Silves, uma derrocada de um muro em Albufeira e a queda de cabos elétricos em Faro somam as restantes ocorrências registadas pelo Centro Distrital de Operações de Socorro.

Bragança

A Câmara Municipal decidiu encerrar todas as escolas do concelho, incluindo as da cidade, e os transportes públicos municipais pararam por causa da neve, apesar de por volta das 09.30 o trânsito já circular normalmente dentro da cidade. O primeiro voo da manhã para Lisboa partiu com duas horas e meia de atraso devido à neve que obrigou a trabalhos de limpeza no aeródromo municipal para permitir a ligação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG