Marine Le Pen poderá apoiar grupo nacionalista português

Grupos nacionalistas portugueses estão em contacto com partidos da extrema-direita francesa e italiana tendo em vista a criação de um novo movimento nacionalista, informou hoje à agência Lusa um ex-militante do CDS-PP que colabora com a Oposição Nacional.

"Já houve contactos com Marine Le Pen e Alessandra Mussolini, mas também com a Forza Nuova, um partido nacionalista italiano, que prometeu apoio logístico e ao nível da propaganda", disse Carlos Carrasco, antigo militante do CDS/PP do Barreiro que colabora com a associação política e cultural Oposição Nacional.

Segundo Carlos Carrasco, trata-se de um movimento agregador de diversos grupos nacionalistas de todo o país, a que se poderão juntar alguns ex-militantes do CDS-PP que já não se revêem no partido de Paulo Portas.

Carlos Carrasco adiantou que o novo movimento, que disse ser apadrinhado por Marie Le Pen e Alessandra Mussolini, vai ter a designação de Ação Social Portuguesa e poderá vir a transformar-se num novo partido político.

"Queremos constituir um movimento nacionalista capaz de agregar a grande maioria dos grupos nacionalistas que estão espalhados por todo o país e que mais tarde se poderá vir a transformar em partido", vincou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG