Marco António Costa põe os seus lugares na AR à disposição

"É uma questão de ética", afirma o presidente da Comissão Parlamentar de Defesa Nacional

Marco António Costa vai colocar à disposição da nova direção do partido e da nova direção do grupo parlamentar, que vier a ser eleita, os lugares que ocupa na Assembleia da República (AR).

O deputado, que é presidente da Comissão parlamentar de Defesa Nacional e presidente da delegação da AR à Assembleia Interparlamentar da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), afirmou ao DN: "É uma questão de ética colocar os meus lugares à disposição para que a nova direção, quer do partido, quer do grupo parlamentar, possa, fazer as suas escolhas".

Refutando a ideia de "debandada" dos deputados, Marco António sublinha que "estes cargos são de clara confiança política" e por isso "quem os ocupa deve colocá-los à disposição da liderança". O deputado assinala que "não se trata de um gesto para gerar dificuldades aos órgãos do partido, mas um imperativo de desprendimento aos lugares e de dever de deixar toda a amplitude à nova Comissão Política Nacional do PSD e à direção da bancada".

Além de Marco António Costa na presidência da Comissão de Defesa, o PSD tem ainda a liderança da Comissão da Saúde, com Matos Rosa, atual secretário-geral do PSD, e da Comissão do Trabalho e da Segurança Social, com Feliciano Barreiras Duarte, que será o novo secretário-geral.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG