Marcelo apela aos partidos de Portugal e Espanha para que acordo seja definitivo

O Presidente da República afirma que todos ganhariam se fossem unidos "os esforços para conseguir o acordo definitivo".

O Presidente da República apelou hoje aos partidos portugueses e espanhóis, do Governo e da oposição, para que unam esforços de modo a transformar o pacto preliminar sobre Almaraz, feito para "dar uma folga e um tempo", num acordo definitivo.

"Vamos esperar, vamos esperar. Este acordo é um acordo para dar tempo para se chegar a um acordo. É um acordo preliminar para dar uma folga e um tempo para ver se é possível um acordo", respondeu Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas à margem de uma conferência em Lisboa.

O Presidente da República foi questionado sobre o anúncio hoje feito pela Comissão Europeia de que tinha acordado com os governos de Portugal e Espanha uma "resolução amigável" para o litígio em torno de Almaraz.

Na opinião do Presidente da República, todos ganhariam, do lado português e do lado espanhol, se fossem unidos "os esforços para conseguir o acordo definitivo".

"E aí penso que os dois governos, os partidos de um lado e de outro que têm influência - quer no Governo, quer na oposição - podem e devem ajudar, porque há partidos diferentes nos governos dos dois países que têm parceiros noutros partidos do outro país que deviam juntar esforços a ver se é possível transformar este acordo para permitir um acordo num acordo definitivo",apelou.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG