Mapa judiciário será o 1º desafio da próxima ministra

A alteração do que foi a bandeira de Paula Teixeira da Cruz (extinção de tribunais no mapa judiciário) será a provavelmente a primeira medida na agenda de Francisca Van Dunem

Uma coisa é certa: Francisca Van Dunem nunca concordou com a alteração da nova geografia dos tribunais aprovada pelo anterior Executivo que acabou com quase 50 tribunais espalhados pelo país. Por isso, o mapa judiciário poderá vir a ser um dos maiores desafios da nova titular da pasta da Justiça.

Nos relatórios anuais ou semestrais da Procuradoria-geral distrital de Lisboa, Francisca Van Dunem criticou a inércia de Paula Teixeira da Cruz no que respeita à revisão do Estatuto dos Magistrados do Ministério Público e dos Magistrados Judiciais. Essa será indubitavelmente uma das primeiras preocupações da nova titular da pasta que é magistrada do Ministério Público há 30 anos.

O sistema informático dos tribunais (Citius) e a sua atualização será também um dos pontos na agenda deste Executivo. Há um ano e dois meses o bloqueio do sistema informático provocou a paragem dos tribunais durante dois meses e meio com a migração dos 3,5 milhões de processos eletrónicos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG