Manifestantes marcam vigília para pedir ao Presidente que não promulgue OE

Os militares em protesto em Lisboa aprovaram hoje, por unanimidade, a realização de uma vigília frente ao Palácio de Belém a 30 de Novembro para pedir ao Presidente da República que não promulgue o Orçamento de Estado.

A vigília, que visa o Presidente da República enquanto comandante supremo das Forças Armadas, foi proposta numa moção que foi aprovada por unanimidade frente ao Ministério das Finanças, no final de uma manifestação que, segundo a organização, terá reunido mais de 10 mil militares.

O protesto, convocado pela Associação dos Oficiais das Forças Armadas (AOFA), Associação Nacional de Sargentos (ANS) e Associação de Praças (AP), concentrou-se no Rossio e começou cerca das 15:40 a descer a Rua do Ouro, numa manifestação silenciosa, em que as palavras de ordem surgem apenas em faixas e cartazes.

"Às 16:30, a manifestação, em protesto contra a degradação da condição dos militares, enchia toda a Rua do Ouro e, embora os militares se encontrassem vestidos à civil, alguns envergavam as boinas da farda militar.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG