'Manguito' de Bordallo Pinheiro segue para a Moody's

Mensagem de correio electrónico que é automaticamente reencaminhada para a Moody's, começa a ser distribuída.

Uma mensagem de correio electrónico com o Zé Povinho e o seu "manguito", que é automaticamente reencaminhada para a Moody's, começa a ser distribuída hoje pela marca Bordallo Pinheiro, disse à Lusa Nuno Barra, director de marketing da empresa, do grupo Visabeira.

Esta mensagem antecede em dois dias a colocação à venda dos primeiros exemplares do histórico Zé Povinho, criado por Rafael Bordallo Pinheiro em 1875, com o tradicional "manguito", mas agora com a mensagem "Toma, Moody's!" inscrita na base.

Cada peça de faiança é apresentada numa caixa própria, com um postal já endereçado para a agência de notação financeira, que pode ser enviado com uma mensagem personalizada. O "email" de promoção inclui o Zé Povinho, o seu "manguito" e um botão que permite o reencaminhamento imediato da mensagem para o "desk" de "rating" da Moody's, em Nova Iorque.

Nuno Barra acredita que o "email" terá um "efeito viral", chegando rapidamente a um grande número de caixas do correio. O director de marketing admitiu que esta reinterpretação do Zé Povinho pode concretizar uma terceira etapa na estratégia de recuperação e reforço do património cultural das Faianças Bordallo Pinheiro.

A primeira etapa situa-se no movimento que impediu o fecho da fábrica das Caldas da Rainha, fundada em 1884, e que levou à sua aquisição pelo grupo Visabeira, em 2009; a segunda, na elaboração de novas colecções por artistas portugueses contemporâneos, como Joana Vasconcelos, Henrique Cayatte, Fernando Brízio, Catarina Pestana, Elsa Rebelo e Suzanne Themlitz.

Para esta terceira fase, a Bordallo Pinheiro espera que a figura do Zé Povinho possa chegar à Grécia, Irlanda, Itália e Espanha. As duas versões do Zé Povinho "Toma Moody's!" - com e sem barril - são colocadas à venda na sexta-feira, 22 de Julho, em todo o país. As marcas Vista Alegre Atlantis e Bordallo Pinheiro pertencem ao Grupo Visabeira.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG