Mais uma loja social para carenciados

Concelho de Paredes inaugura amanhã em Rebordosa loja para disponibilizar alimentos e roupas

A Câmara de Paredes inaugura amanhã a "Loja Social de Rebordosa", que se propõe ajudar as famílias carenciadas, disponibilizando alimentos e roupas, anuncia hoje a autarquia.

Segundo a fonte, esta loja integra-se no projeto "Mão Solidária", no âmbito do programa "Paredes Ajuda +", que reúne 19 medidas, com o objetivo de reduzir os efeitos da crise económica que afeta o concelho.

Aos beneficiários, sinalizados pelos serviços sociais do município, em articulação com as instituições de solidariedade social, vai-se disponibilizar alimentos, vestuário, calçado, medicamentos e livros.

A Loja Social de Rebordosa vai ser a segunda do género no concelho. A primeira, na cidade da Paredes, foi inaugurada em janeiro de 2012. Segundo a autarquia, aquele equipamento já está a apoiar regularmente cerca de 220 famílias no concelho.

"Mas porque os pedidos de ajuda têm vindo a aumentar, o Município de Paredes entendeu que era achegada a altura de alargar esta resposta social a outras famílias, igualmente carenciadas, descentralizando esta medida com o intuito de facilitar o acesso aos bens essenciais disponibilizados pela loja social", lê-se no comunicado.

A "Loja Social de Rebordosa", situada na avenida dos Bombeiros Voluntários, vai ser formalmente inaugurada pelo secretário de Estado da Solidariedade e Segurança Social, Marco António Costa.

O Programa "Paredes Ajuda +" representa, segundo o comunicado da edilidade, "um esforço financeiro superior a 1,8 milhões de euros, justificado pela excecional situação económica e social que se vive no concelho, atualmente com mais de 8.000 desempregados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG