Mais de 22 mil apanhados a conduzir e ao telemóvel, só pela GNR

Dados de 2014 com redução face a 2013. Falta de cinto de segurança e de cadeirinha para bebés são situações ainda comuns.

A GNR multou 22.419 condutores por usarem telemóvel durante a condução em 2014, menos 2.529 do que em 2013, indicou hoje à agência Lusa fonte oficial da corporação.

Segundo a mesma fonte, a GNR registou ainda, no ano passado, 23.205 infrações por falta de cinto de segurança, menos 2.939 do que em 2013, e 1.847 contraordenações por falta de cadeirinhas para crianças (menos 132).

Os dados foram avançados pela GNR para divulgar mais uma operação de fiscalização ao uso dos cintos de segurança, sistemas de retenção para crianças (SRC) e utilização do telemóvel, que se realiza na quinta-feira em todo o país.

Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana adianta que um total de 1.963 militares dos comandos territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito vão levar a cabo 836 ações de fiscalização direcionadas para as vias situadas no interior das localidades, estradas nacionais, regionais e municipais onde estas infrações são mais frequentes.

A GNR refere ainda que, ao longo deste ano, vai realizar diversas operações de cariz preventivo com o objetivo de "alertar os condutores para os riscos associados a estas infrações, em termos de acidentes e suas consequências".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG